EmagrecimentoTuga.com

porque a sua imagem é importante!

Riscos associados com o excesso de peso

Muitos doentes com excesso de peso apresentam alterações da função da insulina e do metabolismo dos hidratos de carbono, das lipoproteínas e dos triglicéridos. Todas estas situações constituem factores de risco para a ocorrência de doença cardiovascular e aumentam proporcionalmente ao aumento do Índice de Massa Corporal (IMC). Indivíduos com excesso de peso têm um risco relativo de desenvolvimento de diabetes mellitus tipo 2 superior ao triplo, comparativamente com a população geral; da mesma forma, o risco de doença coronária duplica ou triplica em indivíduos com excesso de peso. O excesso de peso é um factor de risco independente para a ocorrência de doença cardiovascular. O peso corporal é um factor de previsão de doença coronária melhor do que a pressão arterial, o tabagismo ou a intolerância à glicose. Para além disso, o excesso de peso também aumenta o risco de desenvolvimento de outros problemas de saúde, incluindo alguns tipos de cancro, doenças gastrintestinais, perturbações respiratórias e doenças articulares.
Muitos indivíduos com excesso de peso sofrem de dores, apresentam limitações da mobilidade e desenvolvem uma baixa auto-estima, depressão, perturbações ansiosas e outros problemas psicológicos, em virtude da existência de preconceitos sociais, discriminação e isolamento.
Os custos económicos associados ao excesso de peso e às doenças a ele relacionadas são substanciais. Incluem tanto os custos directos, relacionados com os cuidados de saúde, como os custos indirectos, associados à perda de produtividade secundária a doenças e incapacidade. Um inquérito, realizado nos EUA a mais de 17 000 membros de uma organização de manutenção da saúde, verificou que os custos directos com os cuidados de saúde aumentam com o aumento do IMC. Os custos com os cuidados de saúde foram 25% e 44% mais elevados, respectivamente, em doentes com um IMC de 30 a 34,9 kg/m2 e com um IMC de 35 kg/m2 ou mais, comparativamente com doentes apresentando um IMC normal (20 a 24,9 kg/m2).

A melhor solução para a obesidade é mesmo emagrecer de forma saudável, através de um plano alimentar saudável, acompanhado de um suplemento alimentar para eliminar as gorduras. A prática de exercício físico é fundamental para fortalecer os músculos, e a ingestão de pelo menos 2 litros de água diários. A ingestão de água é bastante importante pois é através da urina que grande das toxinas do nosso corpo são expelidas. Faça o plano de dietas do Manual das Dietas e acompanhe com o AdelgaFit, fazendo bastante exercício e bebendo água.